terça-feira, 11 de outubro de 2011


Sabe aquele momento antes do choque do corpo com o chão. Aquele último sopro de vida passando pelo pescoço causando um arrepio quente. Aquela última gota de ansiedade por dias melhores que não mais virão.
Sabe aquele sorriso triste de não ter conseguido sobreviver ao abismo?

Aconteceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário